Como Criar um Blog Profissional

Etapas para garantir seu desconto!

  1. CLIQUE NO LINK ACIMA E VOLTE AQUI PARA CONTINUAR AS ETAPAS
  2. Selecione o Plano inicial e clique em Adicionar ao Carrinho.
  3. Role para baixo e clique em Continuar, pode ignorar as ofertas apresentadas.
  4. Escolha o domínio grátis, opte por domínio terminados em .com somente, o .com.br é para quem nunca teve um registro de domínio .com.br., um exemplo será meusite.com (não coloque meusite.com.br se você já teve um domínio terminado em .com.br. Feito isso clique em pesquisar e se o domínio tiver liberado, você precisa Clicar em Selecionar e Continuar.
  5. No Carrinho verifique se o plano de 12 meses está ativo, geralmente vem o de 36 meses, mude para 12 meses.
  6. Agora é concluir o pagamento 🙂

Como Criar um Blog Profissional

Criado pelo Jorn Barger no dia 17 de dezembro de 1997, o termo weblog é muito conhecido como apenas blog – abreviação criada pelo Peter Morholz em 1999.

Algum tempo depois, Evan Williams, do Pyra Labs (empresa do Google que criou o Blogger e que se tornou um dos serviços de criação de blog mais famoso da internet), começou a utilizar o termo blog tanto como substantivo quando como verbo – blogar, que significa editar ou postar por meio de um weblog -, dando origem a palavra blogger que se juntaria com o serviço Blogger criado pela Pyra Labs, levando a popularização deste termo ao redor do mundo.

Mas, se engana quem pensa que o blog foi o primeiro estilo de comunidade digital a ser criado. Antes do blog de se popularizar, já existia o Usenet, que é um meio onde seus usuários podem postar mensagens em fóruns que estão divididos por grupos, onde essas mensagens são retransmitidas por meio de uma grande rede de servidores que estão interligados.

Além do Usenet, também existiam serviços comerciais online como, por exemplo, o GEnie, o BiX e o Compuserve (um dos primeiros serviços online a oferecer uma conexão com a internet e é o responsável por permitir a troca de figuras, sendo a criadora do famoso formato GIF) e, também listas de discussão (conhecido como grupo de discussão, que permite que um grupo de pessoas possam trocar mensagens por meio dos seus e-mails), como é o caso do Bulletim Board System (software que possibilita realizar ligações por meio do telefone através do computador).

Porém, algumas dúvidas podem vir a surgir. O que é um blog? Quais os pontos positivos de ter um? Como fazer um blog? Como ganhar dinheiro com o seu blog? Como fazer um blog no WordPress? O que é o Woocommerce? Por que usar o Woocommerce? Essas são algumas das perguntas que serão respondidas a seguir.

O que é um blog

O blog nada mais é do que um sítio eletrônico (popularmente conhecido como site, que é o agrupamento de páginas da web, ou seja, são hipertextos que podem ser acessados pelo HTTP da internet) que tem como principal característica a possibilidade de realizar atualizações rápidas por meio de artigos, postagens ou publicações. E as pessoas responsáveis por esses blogs são popularmente conhecidas como blogueiros.

Estes hipertextos (termo usado para denominar o conjunto de informações que são publicadas na forma de textos, palavras, imagens e sons, que são acessados pelos links) costumam se organizar de uma forma cronológica inversa, ou seja, eles se organizam de acordo com o tema do blog. Além disso, esses hipertextos podem ser escritos por diversas pessoas, que variam de acordo com a política do blog.

Os blogs – como conhecemos eles hoje – são uma evolução dos antigos diários online, que eram usados de uma forma recreativa. Onde esses diários eram o lugar onde as pessoas podiam manter as suas informações sobre suas vidas de uma forma constante, e esses blogs eram apenas componentes dos sites e que eram atualizados de uma forma manual dentro do código da página do site.

Com os anos, a evolução das ferramentas que ajudavam a facilitar a questão da produção e da manutenção dos hipertextos publicados em uma ordem cronológica fez com que se criasse uma maior facilidade no processo da publicação e, além disso, acabou ajudando na popularizam desse formato, levando ao aperfeiçoamento das hospedagens e das ferramentas que são próprias dos blogs.

Hoje, os blogs são muito utilizados por pessoas e, principalmente empresas, e acabaram se tornando um local usado como fonte de informações, uma ferramenta de trabalho e uma forma de auxiliar diferentes profissionais como, por exemplo, jornalistas, professores e, uma das profissões mais populares, o de blogueiro.

Além de ser um local para publicar e compartilhar conteúdos pessoais, educativos e informativos, os blogs também são utilizados por artistas independentes que utilizam o blog como forma de divulgar o seu trabalho. Sejam músicos, fotógrafos ou artistas, o blog é o local de compartilhamento dos seus materiais.

Benefícios de ter um blog

Apesar de nos encontrarmos em um cenário completamente voltado para as mais variadas redes sociais, ter um blog pessoa ou profissional oferece diversos pontos positivos.

Entre as vantagens de ter um blog agora, é a questão de que ele é completamente e totalmente seu, ou seja, você tem o domínio da plataforma e pode ter o controle sobre o conteúdo postado, o design que ele deve ter, e entre outras questões que fazem parte do seu domínio sob o blog.

Outra vantagem está na questão do personal branding. Isso significa que, por meio do blog, você acaba criando uma imagem e uma autoridade sobre o assunto que você aborda. Com isso, é importante ter alguns cuidados para que o seu blog não transmita as ideias erradas e seja uma referência para outras pessoas e blogs que tratam do mesmo assunto.

Dessa forma, é muito importante ser sempre transparente. Se deixou de fazer, assuma, não invente desculpas. Além disso, é essencial ser você mesmo, sem inventar e vender uma imagem que não existe e, principalmente, que você mesmo não defende quando não está publicando.

Com isso chegamos a mais uma vantagem de ter um blog: você será o foco. Ou seja, ao criar um blog, tanto o sucesso quanto o fracasso serão direcionados completamente para você mesmo.

Dessa forma, é importante ter força de vontade para criar conteúdo que, além de terem coerência com o assunto do blog, também acrescentem algum na vida dos seus leitores. É muito importante também aceitar as críticas, assumir suas escolhas e decisões e, claro, ter uma boa relação com seus leitores.

Se você acha que não é possível ganhar dinheiro com um blog, você está enganado. É possível sim monetizar o seu blog e ganhar dinheiro com ele. Mas, para isso, é essencial criar conteúdo relevante, direcionar alguns espaços para anúncios, e é possível também possui um blog afiliado (meio onde você pode vender produtos e serviços utilizando o blog).

Por meio do blog você também acaba aprendendo, ou seja, quando escrevemos temos o receio de colocar alguma informação incorreta e, com isso, a tendência em pesquisar mais sobre o assunto tratado é maior, fazendo com que você aprenda de uma forma mais aprofundada e correta sobre o tal assunto.

Esses são alguns dos principais benefícios que um blog pode trazer para você. Com ele, você aprende, transmite a sua bagagem de informações, recebe elogios e críticas – que devem ser recebidas da melhor forma possível -, pode ganhar dinheiro e entre outros pontos positivos que ter um blog pode trazer para a sua vida pessoal e profissional.

Tipos de blogs

Atualmente, podemos encontrar os mais diversos tipos de blogs que tratam de diferentes assuntos. Entre eles, temos o blog pessoal. Este tipo de blog é um dos mais populares entre as pessoas que possuem um blog.

Nele, o seu dono tem como objetivo usar o blog como uma espécie de diário, postando publicações voltadas para momentos e acontecimentos sobre a sua vida pessoa e suas opiniões sobre determinados assuntos. Além de serem muito utilizados por pessoas públicas como forma de manter um meio de comunicação com os seus seguidores e fãs.

Também podemos encontrar blogs voltados para corporações e organizações. Neles, as empresas podem divulgar seus conteúdos, mostrar informações sobre a empresa e manter contato com os seus clientes. E, para isso, hoje em dia é comum as empresas contratarem blogueiros para alimentar o blog. Um bom exemplo de blog corporativo ou organizacional que utilizam o trabalho dos blogueiros, é a Microsoft, que possui cerca de 4500 blogs vinculados.

Há também blogs temáticos, ou seja, blogs que são direcionados a apenas um determinado assunto. Assunto qual é de domínio do seu usuário ou grupo de usuários. E esse tipo blog é um dos mais acessados, e que podem apresentar os mais variados tipos de conteúdo como, por exemplo, notícias, contos, poesias, humor, moda, e entre outros assuntos.

Outro tipo de blog são os de venda, que podem ser direcionados para empresas venderem seus produtos ou oferecerem seus serviços ou para pessoas que desejam vender produtos de outros sites – conhecido como blog afiliado.

Podemos encontrar também os blogs de downloads. Este tipo de blog tem como objetivo disponibilizar recursos para fazer downloads do conteúdo que o blog é direcionado, ou seja, por meio deste tipo de blog você pode baixar áudios, vídeos, textos, softwares e entre outros diferentes conteúdos que vão de acordo com o objetivo do blog.

E quando falamos de tipos de blogs, não podemos esquecer de mencionar os blogs de moda. Afinal eles possuem uma grande audiência e são o reflexo do mercado de blogs mesmo que nos encontremos em um cenário de crise no país.

Segundo dados divulgados pela consultoria Euromonitor, o mercado de moda online não está nem um pouco perto de estagnar, pelo contrário. Afinal, apesar do cenário de crise em que nos encontramos, o faturamento deste mercado quadriplicou nos últimos dez anos. E esse aumento é reflexo do grande fenômeno atual, os digital influencers.

Esses profissionais conseguem se ligar de uma forma pessoal com os seus telespectadores e, com isso, sua influência cresceu e tende a crescer cada vez mais.

Atualmente, o Brasil está em 8º lugar quando se trata do mercado de moda mundial e essa posição acaba refletindo na audiência dos vários blogs de a e beleza que existem no país. E não há como negar que, se compararmos com o ano de 2015, dobraram o número de audiência, segundo dados da Alexa Rank (empresa pertencente da Amazon que oferece o serviço de medir a quantidade de usuários que visitam determinados sites).

Com isso, podemos perceber que, assunto é o que não falta para ser tratado por meio dos blogs. Seja ele qual for, o domínio sobre o assunto é essencial na hora de escolher o tipo de blog que deseja criar.

Porque ter um blog profissional

Ter um blog profissional é uma regra básica do marketing digital para aqueles que procuram ter um negócio de sucesso. Afinal, é por meio do blog – e até por meio do site oficial – que você cria um meio oficial onde seus clientes podem acessar informações, dados, conteúdos e, claro, produtos ou serviços que a empresa oferece para seus clientes e futuros consumidores.

Mas é importante lembrar que, ao criar um blog profissional, é essencial que sejam produzidos conteúdos de qualidade sempre que possível. Além, é claro, de serem conteúdos relevantes para seus leitores e clientes e, principalmente, que atendam às suas necessidades e que vão de acordo com as características do público-alvo.

Produzir conteúdo de qualidade, relevante, e de maneira continua é uma ótima forma de ajudar a empresa ou o profissional a ser encontrado com maior facilidade, além de ser uma forma de conduzir o consumidor na hora de realizar uma compra do produto ou serviço oferecido.

E produzir conteúdo bom e de uma forma contínua para o seu público-alvo acaba sendo uma forma de criar e alavancar a autoridade da empresa ou profissional na área em que está inserido. Isso significa que, por meio do blog, existe a possiblidade de você virar uma referência no assunto que o seu blog trata. Ser lembrado pelos seus fãs e cliente é o que todos desejam ao criar um blog.

Esse motivo nos leva à questão de ganhar posições quando se trata nos resultados das buscas, ou seja, ao criar conteúdo relevante e com frequência, as ferramentas de busca acabam reconhecendo que o seu blog é relevante para a pesquisa feita e, com isso, o blog acaba recebendo uma boa posição na hora que são realizadas as buscas.

Outro motivo que vai te fazer criar um blog agora mesmo é a questão da facilidade com que é possível criar e montar um blog. Não é necessário entender ou dominar sobre programação, ou sobre assuntos ligados a web design, por exemplo. Mas, se ainda está na dúvida se é realmente fácil criar o seu blog, é possível encontrar cursos online tanto pagos quanto de graça, onde você aprende a criar e configurar o blog de uma forma simples e fácil de entender.

Por meio do blog, você também pode criar um meio de se comunicar com o seu público. Afinal, o blog é o caminho onde você pode expressar a sua opinião – com moderação, é claro -, mostrar o que você sabe, o que gosta de falar e escrever, entre outros fatores que são uma forma de se ligar ao público do blog.

Outra questão que dará motivos o suficiente para você criar um blog agora mesmo, é em relação a questão de que por meio do blog você pode interagir e ser dinâmico. Ou seja, ao criar um blog e publicar um conteúdo, existe a possibilidade do seu público se comunicar com você por meio dos comentários e, dessa forma, criar uma relação direta com os seus visitantes.

Além disso, por meio do blog, o visitante pode registrar seu e-mail para receber novidades e, dessa forma acaba entrando para o e-mail marketing (lista de contatos com as pessoas que se interessa pelo conteúdo que oferece). E dessa forma, é possível criar e incentivar para que os visitantes comentem, perguntem, postem seu feedback sobre o produto ou serviço oferecido.

E é possível ser dinâmico devido a possibilidade de realizar atualizações constantes, publicar conteúdos novos a qualquer momento, que são alguns dos fatores que farão as pessoas visitarem o blog sempre que possível.

Esses são alguns dos motivos que vão te fazer criar um blog agora mesmo. Além de ser uma forma de estar presente no universo da internet, é também uma forma de criar e manter uma imagem e autoridade no assunto que o blog trata, se tornar referência no assunto, e entre outros vários motivos que tiraram qualquer dúvida de quem está com o pé atrás sobre a questão se deve ou não criar o seu blog profissional.

Usar plataforma gratuita ou paga?

Quando se toma a decisão de criar um blog, uma das principais dúvidas que surgem é se o melhor caminho é usar uma plataforma gratuita ou paga na hora de fazer um blog. Por isso, é importante conhecer o que cada uma significa, quais as suas características e quais os prós e contras de cada uma.

Antes precisamos entender o que é o domínio e a hospedagem de um blog. O primeiro é o endereço que o futuro blog ou site que será criado. Já a hospedagem é nada mais do que o lugar onde ficarão armazenados os arquivos do seu blog e o local onde os visitantes vão acessar esse conteúdo.

E para começar, vamos falar sobre a questão da praticidade de usar uma plataforma gratuita ou paga. A gratuita é mais simples de usar e oferece a chance de qualquer pessoa que não tenha pleno conhecimento sobre esse assunto crie o seu próprio blog.

Na plataforma gratuita, como a denominação já diz, você não paga nada. Nem com domínio, hospedagem, transferências de dados ou qualquer outro fator. A hospedagem, por exemplo, é feita no próprio servidor da plataforma.

Em casos onde se usa a plataforma gratuita, o domínio do blog será automático. Como exemplo, podemos tomar o WordPress. O domínio desta plataforma em sua versão gratuita possui o endereço wordpress.com. Isso significa que, cada plataforma apresenta o seu próprio domínio, e ao usar essas plataformas em sua versão gratuita, você terá que usar o domínio delas.

A hospedagem – ao usar uma plataforma gratuita – não é cobrada, porém existem algumas limitações. Há chances de você não conseguir acessar seus arquivos, ou até mesmo há o risco de perde-los. Além disso, há a possibilidade de ele não aceitar arquivos em formato de PDF e SWF.

Ao usar uma plataforma gratuita, você não possui acesso ao banco de dados e nem a todos os arquivos, portanto não há como ter um backup de todos os arquivos do blog. Dessa forma, podemos entender que a plataforma gratuita acaba ficando mais vulnerável em relação as chances de perder arquivos.

A plataforma gratuita também possui diversos recursos, ferramentas e plugins. Além de tudo ser feito de uma forma automática pela equipe da plataforma escolhida, ou seja, não há a necessidade de esquentar a cabeça com manutenções ou atualizações.

Quando falamos de temas e templates para dar a sua cara para o blog, infelizmente as plataformas gratuitas não possuem muitas opções. Mas isso não é motivo para não pensar na possibilidade de criar um blog por meio de uma plataforma gratuita. Apesar de não ter uma vasta opção, eles apresentam diferentes temas e templates.

Agora, vamos falar sobre as plataformas pagas. Infelizmente, a praticidade não é a base das plataformas pagas. Para usá-las você precisa passar por vários recursos que precisara aprender a usar.

Na plataforma paga, o usuário costuma ter algumas despesas como, por exemplo, o registro do domínio e da hospedagem, se preferir mudar o tema para algo diferente é preciso pagar, e entre outros fatores que possuem valor para serem usados.

Quando falamos do domínio e da hospedagem de um blog em uma plataforma paga, estes funcionam diferentemente de uma plataforma gratuita. O domínio, por exemplo, precisa ser pago caso você queira que o endereço não apresente o endereço da plataforma.

Já a hospedagem em uma plataforma paga não é muito diferente da de uma plataforma gratuita, mas dá a possibilidade de você, por exemplo, ter acesso aos seus arquivos e realize o backup deles.

Em relação à segurança do seu blog, usar uma plataforma paga dá uma maior afirmação quando se trata da segurança dos seus arquivos. Isso significa que, por meio da plataforma paga você pode realizar qualquer modificação no blog sem se preocupar.

Assim como as plataformas gratuitas, as pagas oferecem opções de recursos, ferramentas e plugins. Além disso, na plataforma paga você encontra uma grande variedade de temas e templates. Dando a possiblidade de modificar seus posts, títulos, cor, estrutura do blog, páginas, pastas e entre outros recursos.

Porém, diferente das plataformas gratuitas, as pagas necessitam atenção na questão das suas atualizações que são oferecidas para que no futuro não haja problemas.

Agora que você conheceu um pouco mais sobre as plataformas gratuitas e as plataformas pagas, não há com o que se preocupar na hora de escolher qual é a melhor para você e para o seu bolso na hora de fazer um blog.

O que é e como monetizar o seu blog e lucrar

Monetizar algo é a ação de transformar algum serviço, informação, título, bens em dinheiro, ou seja, ao monetizar algo você ganha dinheiro em cima dele.

Quando falamos da monetização de um blog ou site, queremos dizer que há a geração de recita por meio da inserção de anúncios ou qualquer tipo de parceria que pode vir a gerir dinheiro para o blog ou site.

Para monetizar o seu blog, existem diversas formas, como por meio das publicidades, programas de afiliados, venda dos seus próprios produtos, prestação de serviços, posts patrocinados, avaliação de produtos ou serviços, assinaturas e conteúdos privados, são algumas das diferentes formas que você pode usar para monetizar o seu blog.

Monetização por meio da publicidade

A monetização por meio das publicidades é uma das mais famosas e a mais populares entre os blogs, além de ser uma das maiores fontes de dinheiro dentro deste universo. Este tipo de monetização pode ser realizado pelo Google AdSense ou por meio da publicidade própria.

O Google AdSense é um programa de afiliados do conhecido Google, que realiza pagamentos por cliques no anúncio presente no blog. Considerada a ferramenta de monetização mais popular entre os blogs, é preciso ter um grande volume de trafego para ganhar dinheiro por meio do Google AdSense.

Este tipo de monetização é o mais indicado para aqueles que estão começando neste universo e procuram ganhar dinheiro com blog. Se possível, realizar um curso do Google AdSense é um caminho indicado, pois esse recurso requer alguns macetes para que você ganhe dinheiro com blog.

Já a publicidade própria é recomendada para aqueles que já possuem um volume razoável de trafego e quando o blog já possui uma imagem sólida e de referência para os demais. E para que se possa ganhar algum dinheiro com esse tipo de monetização, é preciso segmentar os assuntos por categorias para que consiga designar os espaços certos para chamar a atenção dos anunciantes.

Monetização por meio de programas afiliados

Neste tipo de monetização, você é pago para recomendar produtos ou serviços por meio de um banner que estará linkado com o site onde o visitante pode realizar a sua compra.

Para ganhar dinheiro com blog por meio da monetização de programas afiliados, basta colocar o link de um determinado produto no seu blog e, quando o cliente visitar a página e comprar o produto, você irá receber uma comissão por conta dessa venda.

Uma estratégia para ganhar dinheiro com blog por meio dos programas afiliados é postar conteúdos que avaliem os produtos ou serviços e indicá-los por meio de um link que irá levar o visitante até o site da loja.

Venda dos seus próprios produtos

Este outro tipo de monetização é também uma forma para ganhar dinheiro com blog. A venda de produtos próprios, sejam eles físicos (roupas, equipamentos, acessórios e entre outros) ou digitais (aplicativos, e-books, e entre outros), é uma das formas mais lucrativas ao realizar esse tipo de monetização.

Vale lembrar que vender o produto dos outros dá menos trabalho do que vender seus próprios produtos, mas, ao vender os seus produtos, você será detentor de todo o lucro, além de ter a possibilidade de criar uma identidade que seja a sua cara.

Caso o seu blog venda produtos físicos, é preciso estar atento ao estoque e a logística, mas, caso você venda produtos digitais, o trabalho será menor. Afinal, não há a necessidade de possuir e controlar um estoque.

Monetização por meio da prestação de serviços

Este tipo de monetização é perfeito para aqueles que gostam e que apresentam afinidade no quesito vendas. Por meio dele, você pode vender os seus serviços como redator, pode desenhar logotipos, escrever músicas ou fazer qualquer outro tipo de serviço pelo meio online.

Para realizar esse tipo de monetização, não é preciso ter um grande número de trafego no seu blog, mas você irá precisar mostrar qualidade para todos e contatar as pessoas certas que irão oferecer os melhores serviços para seu benefício.

Monetização por meio de posts patrocinados

Outra forma de monetizar e ganhar dinheiro com blog é por meio de posts patrocinados, ou seja, neste tipo de monetização, uma determinada marca paga para que o dono do blog crie conteúdo que tenha o objetivo de promover seus produtos ou serviços.

Monetização por meio da avaliação de produtos ou serviços

É também possível ganhar dinheiro com blog por meio da monetização da avaliação de determinados produtos ou serviços. Isso significa que este tipo de monetização tem como característica a avaliação, a análise completa e a indicação direta de um produto ou serviço para os visitantes do seu blog.

Neste tipo de monetização você pode dar a sua opinião própria após realizar o teste do produto ou serviço. Dessa forma, um grande número de seguidores pondera consumir ou não o produto que experimentou, sendo uma forma lucrativa para a empresa e para o seu blog.

Monetização por meio de assinaturas e conteúdos privados

O último tipo de monetização para ganhar dinheiro com blog é por meio de assinatura e conteúdos privados.

Esse tipo de monetização tem como característica seduzir os visitantes por meio de serviços e conteúdos diferenciados oferecidos que, a partir do momento em que esses visitantes se fidelizarem, acabarão realizando um cadastro ou irão migrar para um plano a mais.

Como construir trafego e visitas no seu blog

Para dar destaque e aumentar o trafego e o número de visitas do seu blog, existem algumas dicas fáceis e simples de serem adotadas.

A primeira delas é utilizar as mais diferentes redes sociais ao seu favor. Isso significa divulgar o seu blog nas mais diversas redes para, além de contatar diversos visitantes, você pode economizar na hora de mandar e-mail para cada pessoa.

A segunda dica é sempre responder aos comentários dos visitantes do seu site. Manter essa relação faz com que o visitante volta ao blog mais vezes, pois terá a sensação de que ele é importante para o blog. Responda por meio do blog, e-mail ou até pelas redes sociais, mas responda.

A terceira dica é conhecer e adotar algumas técnicas de SEO para ajudar a melhorar a indexação do blog. A otimização do título da publicação é um bom exemplo para ajudar a indexar o blog e aumentar o trafego do blog.

A quarta dica é possui um bom layout para o blog. Além de estar de acordo com o tema tratado no blog, possuir um layout leve, dará uma melhor impressão para os visitantes e irá crescer a vontade de voltar par ao blog.

Essas são algumas dicas simples e fáceis de serem seguidas para aumentar o trafego e o número de visitas do seu blog.

O que é e quais os benefícios do WordPress

Se está se perguntando por onde deve começar para fazer um blog o primeiro passo é escolher uma plataforma. Entre a grande variedade de plataformas uma das mais conhecidas é o WordPress.

Criado em 2003, o WordPress é um aplicativo de sistema de gerenciamento de conteúdo na internet. Voltado para realizar a criação de sites e blogs na internet, o WordPress é resultado da criação em conjunto de Matt Mullenweg e Mike Little, e da sugestão de uma amiga de Mullenweg, a Cristine Selleck.

Dentro do WordPress, podemos encontrar o WordPress.org e o WordPresse.com. O primeiro é um site comunitário que faz parte do aplicativo WordPress. Nele, a pessoa pode fazer o download deste aplicativo e se juntar ao projeto. Além disso, o Worpress.org abriga plugins e temas, uma lista de sites que usufruem do aplicativo Wordpres, o Fórum de Suporte e um blog oficial.

Já o WordPress.com é um serviço oferecido pela Automattic (corporação que oferece serviço gratuito para blog) que disponibiliza uma hospedagem gratuita de blogs que possuem o software do WordPress. Esta opção do WordPress é a plataforma gratuita.

Entre alguns dos benefícios oferecidos pelo WordPress para o seu usuário está a exposição com a qual o seu blog estará para todos, ou seja, por meio do WordPress há uma maior facilidade na indexação das publicações do seu blog nos diferentes servidores de busca.

No WordPress, o usuário encontra mais de 20 mil tipos de plugins, além de apresentar diferentes temas que você pode escolher o que mais vai acordo com a cara do seu blog. Além disso, você pode ter acesso ao seu blog de qualquer lugar e qualquer computador, pois ele é baseado em bowser (programa que permite a navegação na web, nas suas mais diversas linguagens como, por exemplo, HTML, ASP, PHP).

Além disso, a Fundação WordPress abriu para o Brasil um canal onde podem ser realizados debates, onde você pode postar a sua pergunta e recebe a resposta de desenvolvedores voluntários. E por meio do Worpress, o usuário possui uma maior facilidade quando falando da publicação de conteúdo.

O WordPress é uma ótima plataforma para economizar ao montar o site da sua empresa. Isso acontece porque quanto mais um software se populariza, menor ser o seu custo. E, com a popularidade do WordPress, usá-lo como a plataforma do site da sua empresa pode ser econômico.

Essa plataforma também oferece segurança para os seus usuários. Com diversos plugins e esquipes que trabalham para manter a segurança, o WordPress é muito utilizado por renomadas empresas como, por exemplo, a Samsung, o Playstation e a Sony.

Esses são alguns dos pontos positivos que o WordPress possui e oferece para os seus usuários, mas como é fazer um blog no WordPress?

Como fazer um blog no Worpress

O primeiro passo para criar um blog no WordPress é escolher o domínio. Caso você já possua um, não é preciso realizar essa escolha.

Neste passo, é muito importante ter total atenção, afinal o domínio é o nome do site, é o que vai aparecer para todos quando o blog estiver pronto. Por isso, é bom pensar como se ele fosse o seu nome, como você quer ser reconhecido e chamado.

O segundo passo é escolher a hospedagem. Neste momento, você escolhe onde irá hospedar o seu site ou blog. É importante lembrar que se o domínio e a hospedagem estiverem em lugares diferentes, você vai precisar fazer a alteração do DNS (Domain Name System).

O terceiro passo é baixar o WordPress. Após possuir o domínio e a hospedagem, você irá oficialmente começar a criar o seu blog no WordPress

Após baixar o WordPress, o quarto passo é descompactar o WordPress no servidor do seu computador.

O quinto passo é criar um banco de dados e o usuário. O banco de dados é o local onde todos os seus arquivos vão ficar hospedados. E o usuário é o user que será usado.

O sexto passo é criar e editar o arquivo wp-config.php, ou seja, é neste momento que você deve fazer com que o WordPress entenda que existe a database e que serão armazenados todos os dados nela a partir de agora.

O sétimo e último passo é finalizar a instalação. Para isso, basta acessar o painel de controle do WordPress e então você já pode começar a personalizar o seu blog. E pronto! Seu blog está funcionando.

Porque usar o Woocommerce

O Woocommerce é um plugin gratuito que tem como objetivo criar lojas virtuais por meio direto do WordPress. Podemos entender o Woocommerce como um kit de ferramentas que possui elementos comuns da área do ecommerce como, por exemplo, carrinho de compras, estatísticas, gerenciamento de estoque e entre outros elementos.

Essa ferramenta que possibilita na venda de produtos físicos e virtuais, oferece alguns benefícios para os seus usuários.

Pronto para que seja feito o gerenciamento dos fretes dos produtos físicos, o Woocommerce possui plugins que vão ajudar na hora de criar o frete – para ser grátis ou para calcular de acordo com o CEP do cliente.

No Woocommerce, é possível encontrar diferentes formas de pagamentos, desde PayPal até Cielo. Além disso, por meio do Woocommerce é possível encontrar extensões que oferecem outras formas de pagamentos.

Por meio do Woocommerce você consegue criar campanhas mais complexas utilizando cupons que oferecem para o cliente diferente opções de desconto, frete grátis, restrições de produtos e entre outros.

Outro motivo para usar o Woocommerce na sua loja virtual é devido a possibilidade com que o vendedor tem de criar, aumentar e modificar a sua loja do jeito que desejar e de uma forma fácil. Além de possibilitar na melhoria das funcionalidades da loja e ser vantajoso para um sítio de comprar online.

Agora que você conheceu mais sobre o universo dos blogs e suas características, não há dúvidas de que esse é um ótimo caminho para o sucesso da sua empresa e, claro o sucesso da sua vida profissional.